O excesso de chuva dos últimos tem causado muitos prejuízos em toda região. Estradas rurais tem disso danificadas por conta das enxurradas. Em Candói, na comunidade de Três Palmeiras (foto), a força da água abriu uma cratera na estrada principal da comunidade, impedindo o trânsito.

De acordo com o prefeito Gelson Costa, outros trechos de estradas rurais recém recuperados também foram danificados, causando um grande prejuízo aos cofres públicos. Mesmo com chuva, as equipes do setor de viação e obras tem trabalhado para, na medida do possível, garantir a trafegabilidade de veículos, principalmente do transporte escolar. Nos demais municípios da região também tem sido contabilizados prejuízos.

Em Chopinzinho, na comunidade de Linha Scolaro, uma ponte foi danificada pela forte correnteza devido à elevação do rio. A prefeitura tenta resolver o problema, mas a chuva incessante tem prejudicado o andamento dos trabalhos. Moradores da comunidade tem buscado vias alternativas para conseguir acessar o perímetro urbano. E não é só a área rural que sofre com o excesso de chuva. Nas cidades também os problemas são grandes, com alagamentos de ruas, casas e estabelecimentos comerciais.

Em Guarapuava, no Centro Sul, cerca de 200 casas foram danificadas na madrugada de quinta-feira (30) e uma bebê de oito meses morreu afogado após ter sido arrastado pela enxurrada. Outra cidade bastante castigada é Francisco Beltrão, no Sudoeste do Estado. O nível do Rio Marrecas, que corta a cidade, tinha subido 8 metros até o final da tarde de quinta-feira, provocando alagamentos em vários pontos da cidade.