Por Evandro Artuzi

Vilso Lara da Rosa, 19 anos, está preso na carceragem provisória da 19ª SDP, em Francisco Beltrão, desde a última quinta-feira (19/07). O mesmo é acusado de participação em um latrocínio registrado no Bairro Vila Nova, em Francisco Beltrão, no dia 03 de dezembro de 2011.

Na ocasião, em companhia de outras duas pessoas encapuzadas e armadas invadiu uma residência e praticou o roubo. Na saída um dos ladrões atirou contra Edenilson Anderson Molski, 23 anos, que participava de um jantar no local.

Vilso e os demais acusados foram presos, mas como não houve provas suficientes acabaram sendo liberados pela justiça, que agora determinou sua prisão com base em provas materiais do Instituto de Criminalística.

Durante a fuga os participantes do crime deixaram uma touca balaclava (capuz) com secreção nasal. Essa foi submetida a exame de DNA confrontando com sangue colhido dos suspeitos e o resultado apontado que a toca era usada por Vilso.

Mesmo assim, o acusado está negando qualquer envolvimento no crime, disse o delegado chefe da 19ª SDP, David Ricardo Passerino, que conduziu as investigações. Vilso é considerado um dos co-autores do crime e deve permanecer à disposição da justiça.

Quanto aos demais acusados de envolvimento, o delegado alegou que cabe ao Ministério Público oferecer denúncia para que possam ser presos e julgados.