IMG_1309
  • Compartilhe no Facebook

foto: Almir Girardi (Jornal de Beltrão)

O sítio do senhor Oscar Zatti e da esposa Ivanilde Zatti, na Linha Santa Rosa/Km 08 foi atingido por um forte vendaval na noite da última quinta-feira, 29. Por volta das 20h30 seu Oscar ouviu um estouro na propriedade seguido de um apagão. No período de uma hora, a casa ficou sem luz, entretanto depois desse tempo, a energia voltou ao normal e o casal foi dormir. Seu Oscar conta que acordou cedo, como todos os dias, para tirar o leite das vacas e foi aí que aconteceram os fatos “levantei às 6h40, fui soltar as vacas lá aonde elas comem, como sempre faço e daí notei que a cerca elétrica estava ligada. Chamei as vacas para voltarem, gritei para Ivanilde me ajudar, mas uma vaca ficou para trás e foi reto na cerca”, contou o produtor. A família nada pode fazer quando viu a vaca agonizando e morrendo eletrocutada. Seu Oscar comemorou a sorte que teve, em relação à própria vida, na situação “levei sorte porque tinha cortado o pasto no dia anterior e porque esqueci o portão da propriedade aberto” e complementou “eu tô vivo por Deus”, disse ele.  “Só vi a fumaça, o fogo correndo pelo fio e queimando a soja”, assustado ele contou.

Mais calmo, seu Oscar lamentou a morte da vaca mais mansa e produtiva do sítio “ela produzia 30 litros de leite por dia e valia aproximadamente R$ 5 mil”. Depois de toda a situação, a família chamou os funcionários da Copel que atenderam a ocorrência às 8h30. Os profissionais disseram para o seu Oscar que o fio arrebentado tinha ligação com todas as áreas da propriedade e que o estrago poderia ter sido maior, se não fossem abençoados por Deus.

A família quer agora uma indenização pela perda do animal “quero receber pelo menos o valor da vaca e que a prefeitura enterre o animal”, disse Oscar. Dona Ivanilde falou que a vaca era registrada e que iam pedir a baixa na documentação junto ao órgão regulador, que é a SEAB.

A Copel se pronunciou orientando que o produtor faça uma declaração e pedido de ressarcimento de danos, na agência de Beltrão, que o fato será averiguada e possivelmente a perda será reparada.