por Ivan Cezar Fochzato

 

 

A urgente implantação de um CAPS (Centro de Atendimento Psicossocial), para atendimento a pessoas que enfrentam problemas com álcool e drogas, levou estudantes do Curso Técnico de Reabilitação de Dependentes Químicos do IFPR, campus Palmas, até a Câmara de Vereadores, nesta semana.

 

 

Na Tribuna Livre da Casa, o representante dos estudantes, Carlos Borges, manifestou a preocupação dos alunos que não tem um local específico para realizar os estágios, que lhes permitirão a conclusão do curso e obtenção do diploma de técnicos da área. Conforme Borges, esse fator vem ocasionando a desistência dos estudantes, uma vez que, teriam que se locomover para outras cidades para preencherem esse requisito.

 

 

Finalizando, Carlos Borges que é um incentivador da Implantação do CAPS, disse que espera o apoio do Poder Executivo e Legislativo, bem como de outras entidades para a implantação do CAPS em Palmas. “Esse projeto visa atender não só as pessoas com dependência, mas também os familiares, que também acabam sofrendo as conseqüências”, disse, frisando que entende que o órgão poderá instituir políticas de prevenção, tratamento e reabilitação, desses jovens, que muitas vezes se perdem no vício devido à falta de estrutura social e familiar.

 

Na oportunidade os vereadores Vilmar Borges e César Pacheco Batista, manifestaram apoio aos estudantes do IFPR, bem como defenderam a proposta de que o município venha implantar o Centro, para oferecer atendimento à população, realizar o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.