por Ivan Cezar Fochzato
 

Em tempos em que a comunicação entre as pessoas são marcadas pela impessoalidade através de mensagens eletrônicas e a exigência presença de uma nova postura dentro da escola para acompanhar as inovações tecnológicas, professores e alunos do município de Passos Maia, lançam mão de expedientes comunicações, até certo ponto em desuso na atualidade, para estreitar as relações sociais e ao mesmo tempo em que facilitam o aprendizado da escrita. Através de cartas os estudantes estabeleceram contatos através da escrita e posteriormente foram até os locais para se conhecerem pessoalmente.

 

A idéia que nasceu dos Encontros Pedagógicos bimestrais realizado pela Secretaria Municipal de Educação de Passos Maia movimentou as escolas dos Ciclos da Infância (Multisseriadas). Durante todo o ano os alunos começaram a se corresponder com as demais escolas através de cartas, que foram enviadas pelos professores a Secretaria de Educação que após providenciou o envio às escolas.

 

Nos Encontros Pedagógicos os professores discutiram e concluíram que seria muito importante que seus alunos conhecessem a escola e o (a) amigo (a) com quem já havia se correspondido, visto que todos demonstravam muita curiosidade com relação a isso. Após uma longa conversa com os alunos os professores sugeriram a Secretaria de Educação que disponibilizasse um transporte para os alunos conhecer a Escola Nova Conquista do Assentamento Conquista do Horizonte que fica a aproximadamente 55 Km da sede do município e bem próximo de Palmas, Paraná, e que todos os alunos desconheciam.

 

A viagem no entanto foi prontamente aceita pela Secretaria Municipal de Educação que possibilitou que os alunos e professores das escolas de Dom Carlos, Indústria de Madeiras Tozzo, Assentamento Sepetiaraju e Assentamento Quiguay fossem em direção a escola para conhecer os colegas. Ainda pelo caminho os alunos e professores passsaram pela Escola do Assentamento Sepetiaraju, Escola da Indumel, Escola do Assentamento Zumbi dos Palmares e Escola da Indústria de Madeiras Tozzo.

 

Na escola visitada a cada apresentação uma grande expectativa já que os alunos conheciam muito do outro somente através das cartas. Em seguida todos os alunos tiveram a oportunidade de demonstrar um pouquinho de seus conhecimentos artísticos com belíssimos números previamente ensaiados sob a coordenação dos professores.

 

Após o almoço preparado pelas merendeiras em meio a um clima amizade, de festa e descontração, foi realizado uma gincana envolvendo todos os alunos. No retorno todos puderam visitar e conhecer um dos pontos turísticos mais procurados da região, a “Ponte Baixa”, local até então desconhecido pela grande maioria dos alunos.

 

Segundo os professores esse foi muito mais que um passeio, foi a concretização de algo iniciado em meio a incerteza e insegurança, um desafio aceito e que felizmente culminou com uma aprendizagem significativa. Muitos dos alunos liam as cartas mas não imaginavam que a escola Nova Conquista ficasse tão longe e que realmente era tão bonita e bem cuidada como falavam as cartas.