Por Larissa Mazaloti

 

GALERIA DE FOTOS 

 

De hoje até sábado (8), “Francisco Beltrão, uma cidade que lê” tem um ponto de encontro na Semana da Leitura, no calçadão da praça central. Serão atrações para as crianças e para os adultos, a chance de viver e reviver as histórias da literatura.

 

Autor homenageado, Monteiro Lobato foi quem criou todos os ambientes, reproduzidos em uma tenda, montada no calçadão. Uma feira de livros está preparada para atender ao público, inclusive com máquina de cartão de crédito.

 

Na manhã desta segunda-feira (3), a solenidade de abertura contou com a presença do prefeito e vice, secretariado municipal e vereadores. Também foram chamados ao palco os diretores da rede municipal de Educação. Na platéia, crianças que chegaram das escolas com ônibus do transporte escolar, lotaram o espaço preparado para o público aocmpanhar as apresentações de toda a semana.

 

A Semana da Leitura é resultado de um projeto de lei de autoria do vereador Luiz Carlos Didio (in memorian). A família de Didio recebeu uma placa em homenagem ao vereador que falaceu vítima de câncer. Dona Elmira, a esposa foi quem recebeu a placa junto com os filhos. Ela afirma que se estivesse vivo, Didio ficaria radiante com o evento e com o reconhecimento. “Ele adorava ler e incentivava os filhos para que lessem”, conta.

 

As apresentações iniciaram depois das 9h. Em um camarim improvisado no calçadão, junto à tenda onde foi montado o palco, professoras, alunos e alunas preparavam-se. As crianças pareciam animadas e ansiosas, já vestidas e caracterizadas pelos personagens da literatura.

 

Para a presidente da Câmara de Vereadores, Atanázia Pedron é uma satisfação ver a realização de um evento de educação e cultura que foi aprovado pelos vereadores.

 

As escolas que sobem ao palco nesta segunda-feira são:

 

Madre Boaventura
Frei Deodato
São Cristóvão