• Compartilhe no Facebook

Foto: Eduardo Cavalari/RPC

Pesquisadores descobriram uma espécie inédita de dinossauro que viveu na região noroeste do Paraná há 90 milhões de anos. O fóssil foi encontrado em um sítio paleontológico de Cruzeiro do Oeste por pesquisadores da Universidade Estadual de Maringá (UEM), da Universidade de São Paulo (USP) e do Museu Paleontológico de Cruzeiro do Oeste . A novidade foi anunciada nesta quarta-feira (26). A descoberta comprova que dinossauros habitaram a região noroeste do estado pelo menos 30 milhões de anos antes da extinção de grandes espécies. Na época, a região era um deserto.

  • Compartilhe no Facebook

Foto: Eduardo Cavalari/RPC

A nova espécie foi batizada pelos pesquisadores de Vespersaurus paranaensis. O animal tinha em torno de um metro e meio, era bípede e carnívoro – se alimentava de outros pequenos animais. Cruzeiro do Oeste é uma cidade pequena da região noroeste, tem cerca de 21 mil habitantes. Na década de 70, agricultores da região encontraram os primeiros fósseis.

Os materiais foram guardados pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e somente 40 anos depois eles foram analisados. Em 2014, pesquisadores de Santa Catarina confirmaram que os fósseis eram de Pteurossauros, répteis voadores. As características dos pés desse fóssil ajudaram os pesquisadores a identificar que essa espécie de dinossauro é única no mundo.

A descoberta mostra que a América do Sul, o Brasil, também eram locais onde habitavam dinossauros, assim como nos Estados Unidos e Europa.

Fonte: RPC Maringá