Por Ivan Cezar Fochzato
Fonte: Assessoria/Rodrigo Mello

 

O setor educacional de Mangueirinha está desenvolvendo um projeto piloto em torno da prática da educação em tempo integra, com o  objetivo de oferecer educação com qualidade para os alunos do ensino público municipal proporcionando reforço escolar, alimentício, oficinas, jogos e acompanhamento psicológico e social.

 

Inicialmente 113 alunos da 3ª e 4 ª séries da escola São Francisco de Assis, com idades entre nove e quatorze anos estão inseridos na modalidade. Eles freqüentam o ensino normal e no contra turno recebem aulas de dança, teatro, artesanato, violão, flauta, informática, filosofia, inglês, libras, futsal, alimentação, higiene e jogos educativos de português e matemática.

 

Para atender os alunos além do espaço, a administração também disponibiliza profissionais de várias áreas. Ao todo 22 profissionais trabalhando diretamente com as crianças. Além disso, também é disponibilizado o transporte para que cheguem até a escola para a escola.

 

Antes de implantar o projeto, a Administração Municipal realizou estudos em municípios como Chopinzinho e Coronel Vivida, onde as escolas já estavam implantadas há algum tempo, e os resultados eram extremamente positivos. Para a diretora do departamento, a modalidade de ensino é o espaço onde a criança encontra formação plena através do lúdico.

 

Apesar do pouco tempo, apenas quatro meses desde a implantação, os resultados já começam a aparecer. Isso porque muitas crianças apresentam graus diferentes de dificuldade durante o processo de aprendizagem e que são superados apartir do desenvolvimento das atividades. De acordo com a pedagoga Vera Moretto, as diferenças começam a desaparecer à medida que as oficinas são realizadas.

 

Um dos pontos fortes da complementação do ensino, é a atenção que também é data as famílias dos alunos.Outro resultado positivo é apontado pela diretora do departamento de Educação. Depois da implementação do projeto as faltas dos alunos em dias de chuva também diminuíram.