Está em fase de construção no Brasil, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) que servirá de referência para orientar as escolas na formulação de seus currículos. No documento constarão conteúdos educacionais comuns para cada etapa da educação básica, da creche ao ensino meio.

Conforme explicou ao RBJ, o Coordenador- Geral da Educação Integral do Ministério da Educação, Leandro da Costa Fialho, a proposta inicial é que 60% do conteúdo integre um currículo básico para todas as escolas do país e outros 40% para a composição local, levando-se em conta as particularidades sociais e culturais de cada região e de cada escola. Para ele, o que se pretende é a garantia de que todos os estudantes brasileiros tenham a mesma oportunidade a partir de conteúdos comum. “O objetivo é eliminar as diferenças no processo de aprendizagem e a garantia da equidade na educação brasileira”, defendeu.

Explicou que a Base Nacional está dividida em quatro áreas fundamentais: Ciências Humanas (Filosofia, Sociologia, Geografia, História e Religião), Ciências da Natureza (Física, Química, Biologia e Ciências), Linguagens (Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, Artes e Educação Física) e Matemática.

Salientou que neste momento o documento, que foi elaborado por mais de uma centena de especialistas de mais de 30 instituições de ensino está disponível para que a população, organizações da sociedade civil, escolas e profissionais da educação interessados possam consultar e apresentar sugestões. Para ter acesso aos materiais basta acessar o Portal da Base (Clique)
A versão final da Base será entregue ao Conselho Nacional de Educação (CNE) em julho de 2016 para posteriormente orientar as políticas para o setor para o país.

CONFIRA ENTREVISTA COM LEANDRO DA COSTA FIALHO