Se apresentou na Delegacia de Dois Vizinhos, no sudoeste do Estado, na tarde desta terça-feira (03) um dos acusados pela morte do taxista Santino Lopes Pedroso, 38 anos, morto na noite do último sábado, dia 28 de fevereiro. O acusado trata-se de um rapaz de 20 anos, que chegou acompanhado de seu advogado. Ele prestou depoimento e ficou preso, pois já estava com mandado de prisão temporária decretada pela justiça.

Ainda segundo informações, outros dois envolvidos também já se apresentaram à polícia. Um na delegacia de Francisco Beltrão, onde foi ouvido e liberado, e outro se apresentou em Porto Barreiro, sendo encaminhado à Delegacia de Laranjeiras do Sul, onde prestou depoimento e também foi liberado. Esse é natural de Francisco Beltrão e seria o dono o Gol que deu cobertura aos demais envolvidos no crime.

O carro foi vendido por ele na cidade de Três Barras do Paraná, onde apresentou um problema mecânico. O acusado teria recebido no negócio em Passat e R$ 200,00 em dinheiro. O quinto envolvido continua foragido e está sendo procurado pela polícia. Equipes da Polícia Civil de Dois Vizinhos e Francisco Beltrão estão trabalhando em conjunto com o Serviço Reservado da Polícia Militar (P2).

Segundo informações, é de Dois Vizinhos, mas tem familiares que moram em Francisco Beltrão. Já o adolescente apreendido com o carro da vítima, no domingo pela manhã, continua à disposição da justiça. O inquérito policial que apura a morte do taxista deve ser concluído nos próximos dias, quando serão revelados os nomes dos acusados e os detalhes do crime.