Enquanto os proprietários de veículos do Paraná “arrancam os cabelos” prevendo pagar 40% a mais no IPVA 2015 (Imposto sobre Propriedade Veículos Automotores), os catarinenses comemoram a perspectiva de pagar cerca de 3,4% a menos no ano que vem.

No caso dos paranaenses, o peso extra no bolso leva a assinatura do governador do Estado, Beto Richa (PSDB), que enviou à Assembleia Legislativa uma proposta para o aumento da alíquota do IPVA, passando de 2,5% para 3,5% do valor venal do automóvel, o que representa 40% a mais no valor do imposto. O Governo justifica, alegando que o Estado passa por dificuldades financeiras e a medida servirá para reforçar o caixa do próximo ano. O projeto deverá ser votado nesta terça-feira (09). O Estado prevê arrecadar em 2015, mais de R$ 2,8 bilhões com o IPVA. Metade do valor é repassado ao município em que o veículo estiver emplacado.

Em Santa Catarina, o IPVA fica mais barato baseado na tabela de preços da Fundação do Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). Segundo a Secretaria da Fazenda catarinense, a redução é resultado de queda normal causada pela desvalorização dos seminovos e usados. Em SC, o valor do IPVA representa entre 1% e 2% do valor total do veículo, dependendo do modelo. Até novembro deste ano foi arrecadado R$ 1,27 bilhão com o pagamento do IPVA em Santa Catarina, um aumento de 10,7% em relação a 2013. A previsão da Secretaria de Estado da Fazenda é arrecadar R$ 1,46 bilhão com o imposto em 2015.