A energia elétrica vai ficar mais cara em maio. A bandeira do mês será a amarela, quando há cobrança de um real a cada cem quilowatts consumidos por hora. Desde janeiro a bandeira verde é que estava em vigor no Brasil.

De acordo com a agência nacional de energia elétrica, o fim do período úmido e a menor incidência de chuvas, fez com que os reservatórios das hidrelétricas do sudeste, centro-oeste e nordeste ficassem mais baixos. Por isso a bandeira amarela foi estabelecida.

O sistema de bandeira tarifária é acionado quando a produção de energia no país enfraquece. As bandeiras são determinadas pelas cores verde, amarela e vermelha. Na bandeira amarela é cobrado um acréscimo na conta de luz de dois reais a cada 100 quilowatts hora consumidos.  Na bandeira vermelha é cobrado de três a cinco reais para cada 100 quilowatts hora consumidos.