Milhares de pessoas estiveram no Centro de Eventos Herculano Meurer, do Parque de Exposições Jaime Canett Junior, de Francisco Beltrão durante o final de semana. O local sediou o encontro de carros e objetos antigos, evento promovido pela Confraria de Antigos de Francisco Beltrão.

Na ocasião foram expostos ao público carros de todas as marcas, modelos e anos de fabricação. Dos populares Fuscas, Brasílias, Kombis, Corcéis até os mais luxuosos das décadas de 20 a 80, como Ford T de 1929, um Volvo 1951 e um Landau 1971. Para os organizadores, o evento superou todas as expectativas de público e de carros expostos.

Marcos Mazzochin, presidente da Confraria de Antigos, afirmou que jamais esperava um número tão grande de carros expostos. “ Nosso centro eventos ficou superlotado, podemos ver aqui carros de Francisco Beltrão e de outras cidades da região, isso nos deixa muito felizes, por saber que nosso evento tem credibilidade perante os colecionadores e a população regional. Superou todas as expectativas, estamos sem palavras para agradecer o carinho de todos”, destacou.

Famoso Fusca Rosa, de propriedade de Marcos Rosin. Foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Famoso Fusca Rosa, de propriedade de Marcos Rosin. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

Na linha dos carros populares, o destaque da exposição ficou por conta do Fusca Rosa, da década de 70, de propriedade do beltronense Marcos Rosin. O veículo foi adquirido por ele há 19 anos para trabalhar, mas com o passar do tempo se tornou uma paixão e Marcos então resolveu investir nele. Hoje o Fuscão chama atenção por anda passa e não é à toa. Além da pintura impecável cor de rosa, o veículo foi equipado com suspensão a ar, rodas esportivas, som, ar condicionado e um televisor. O dono disse que gastou cerca de R$ 70 mil. Questionado se venderia o carro, respondeu que sim, desde que o interessado pagasse o valor solicitado que varia entre R$ 90 e R$ 100 mil. “Eu vendo ele se me pagarem o que eu quero. Já rejeitei uma oferta de R$ 50 mil, mas se alguém chegar com 90 ou 100 mil reais, eu entrego”, frisou.

Landu 1971, de propriedade de Marcelo Suzin. Foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Landu 1971, de propriedade de Marcelo Suzin. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

Outro carro de destaque no encontrou foi o landau ano 71, de propriedade de Marcelo Suzin. O carro foi adquirido há 13 anos e também se tornou uma paixão em sua vida. “A história desse carro é bem antiga, eu conheço ele há mais de 20 anos, mas que comprei faz 13 anos e desde então fiz alguns investimentos. Não pretendo vender, até por que faço locação dele para casamentos, books fotográficos e para gravação de comerciais”, declarou.

Suzin garante que já está pensando em adquirir outro do mesmo modelo. Questionado se o carro consume muito combustível, Marcelo simplificou a resposta: “Bem menos do que minha paixão por ele”.

Ford T, ano 1929, de propriedade do colecionador José Farias, de Pato Branco. Foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Ford T, ano 1929, de propriedade do colecionador José Farias, de Pato Branco. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

Entre os carros mais antigos, os visitantes puderam conhecer de perto o Ford T ano 1929, de propriedade do colecionador José Farias, da cidade de Pato Branco. O veículo foi exposto na entrada do centro de eventos e atraiu atenção de todos que chegavam ao local. O carro nos remete ao passado do País, disse a bancária Gesebel Alberton, que visitou a exposição acompanhada do esposo e da filha.

Aviões de aeromodelismo. Foto: Evandro Artuzi/RBJ
  • Compartilhe no Facebook

Aviões de aeromodelismo. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

Mas não foram só os carros antigos que chamaram atenção de quem esteve no evento. Os organizadores aproveitaram para expor aviões e helicópteros do Clube de Aeromodelismo de Francisco Beltrão e objetos e brinquedos antigos. No estande foi possível se deparar com a velha máquina de costura da vovó, aquele rádio que o vovô ouvia os programas do Zé Betio, discos, fitas cassete e VHS e os brinquedos da época do papai e da mamãe, como por exemplo um triciclo de 1964 e o famoso Playmobil da década de 80.

O pequeno Guilherme Henrique, de 2 anos, se divertiu na Kombi miniatura. Foto: Viviane Kich
  • Compartilhe no Facebook

O pequeno Guilherme Henrique, de 2 anos, se divertiu na Kombi miniatura. Foto: Viviane Kich

Quem também curtiu bastante o evento de carros antigos foram as crianças. Além de brinquedos, elas encontraram no local miniaturas de carros e puderam brincar e tirar fotos. Entre os modelos, destaque para a mini Kombi e um Caminhão do Corpo de Bombeiros.

Fotos: Evandro Artuzi/RBJ