Desde o início de abril deste ano, está sendo realizado em Realeza o programa Sebrae Mais Gestão da Qualidade. Oito empresas do município mais uma de Santa Izabel do Oeste e outra de Ampére estão participando das atividades. Até novembro, elas receberão 80 horas de capacitação em sala de aula e 34 horas de consultorias individualizadas nas empresas.

A solução é dividida em cinco módulos: Compromisso com o Êxito; Fundamentos da Excelência; D-Olho na Qualidade: 5S para pequenos negócios (descarte, organização, limpeza, higiene e ordem mantida); Parcerias Eficazes; e Processos. A realização é resultado da parceria do Sebrae/PR com a Associação Empresarial de Realeza (Aciar) e o Ponto de Atendimento ao Empreendedor (PA) do município.

O consultor do Sebrae/PR, Ivonei Loregian, destaca as consultorias realizadas nos próprios negócios durante o programa Gestão da Qualidade.

“São oito meses consecutivos de atividades, com 34 horas de consultoria em cada empresa. Tudo pensado para auxiliar na melhoria dos processos e, consequentemente, melhorar a performance e a competitividade dos negócios”, comenta Ivonei, acrescentando que os empresários que aderiram à solução buscam diferenciais para seus empreendimentos.

Paulo Sergio Bueno, presidente da Aciar, diz que tem recebido boas avaliações dos participantes quanto aos conteúdos apresentados.

“Participei da primeira edição do programa que aconteceu em Realeza, em 2015, e sei que é muito abrangente. Depois das capacitações, minha empresa deu um ‘salto’ e, na atual edição, mesmo antes de terminar, já está gerando resultados nas empresas”, comemora.

Bueno mostra-se satisfeito com a edição do programa. “A Aciar tem como objetivo levar conhecimentos e capacitações para os empresários do município e esta parceria pode agregar e fomentar a economia local”.

A participação do Ponto de Atendimento ao Empreendedor de Realeza foi importante para que o programa acontecesse. Heloíse Gomes de Moraes, agente do PA, informa que o trabalho de campo e o convite às empresas foram feitos pela equipe.

“As dez empresas participantes já estão tendo retorno do investimento, com a reorganização dos processos e as mudanças na gestão. Outras empresas nos procuraram querendo participar também. Estamos estudando a possibilidade de promover uma nova edição, talvez em 2020, pois no ano que vem teremos o Empretec”, observa Heloíse.

  • Compartilhe no Facebook

Legenda da foto: Integrantes das empresas participantes passam por várias atividades e dinâmicas (crédito – Arquivo PA Realeza)

Sinergia
A agente do PA de Realeza salienta que o grupo atual criou uma relação de intensa colaboração e sinergia e que está em pauta a manutenção dos encontros depois de novembro, quando o programa terminar.

Janaína Cavichioli, sócia da Vivatech Informática, de Realeza, conta que ela e o marido, Luan Perins, têm aplicado os conhecimentos obtidos no negócio.

“Já fizemos alterações na fachada da loja e implantamos a planilha de indicadores. Também fizemos uma reorganização interna, mudamos o mostruário de produtos e até a iluminação. São pequenos detalhes que fazem bastante diferença”, reconhece a empresária.

Márcio Buligon, sócio-gerente da Metalúrgica Boligon, de Santa Izabel do Oeste, é outro participante que está se beneficiando com o programa Sebrae Mais Gestão da Qualidade.

“Já tivemos uma boa evolução e sabemos o caminho a seguir. Estamos aplicando os conteúdos do D-Olho na Qualidade e ‘arrumando a casa’. Até agora, não houve investimento financeiro, mas projetamos fazer alterações na fachada, capacitar a equipe e adquirir equipamentos”, adianta Buligon.