A boa notícia foi dada, durante uma reunião no gabinete do deputado federal Assis do Couto, em Brasília, na última terça-feira (18). A Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e os campi da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) da região Sudoeste para dar início ao processo de transferência de tecnologias em benefício da agricultura familiar. A previsão é que o convênio seja assinado já no próximo mês.

Participaram da reunião, além do deputado Assis, o chefe do departamento de Transferência de Tecnologia da Embrapa, Fernando do Amaral Pereira, o secretário de Desenvolvimento Rural de Francisco Beltrão, Nelcir Basso, o diretor do campus da UTFPR de Dois Vizinhos, Professor Almir Antônio Gnoatto, o diretor Executivo de Transferência de Tecnologia da Embrapa, Waldyr Stumpf Junior, e a assessora, Danielle Leite.

De acordo com o deputado Assis, o convênio marca a consolidação da Embrapa no Sudoeste do Paraná em parceria com instituições federais de ensino.  “Este é um convênio que assegura a parceria e contempla a transferência de tecnologia nos quatro temas definidos nos seminários realizados no Sudoeste: leite, hortifrutigranjeiros, agroindústria e sucessão familiar no campo”, detalhou o parlamentar.

Ele lembrou que, conforme definido também em seminários, apesar de o convênio ser assinado entre a Embrapa e a UTFPR, a gestão do projeto será realizada através de um consórcio, onde estarão contempladas um conjunto de entidades que trabalha em prol da agricultura familiar na região Sudoeste. “Após a assinatura do convênio, teremos uma programação de investimentos e custeio para os próximos anos”, concluiu.

O secretário de Desenvolvimento Rural de Francisco Beltrão, Nelcir Basso, explicou que a comissão gestora, responsável pela criação do Projeto Embrapa Sudoeste, já está trabalhando em um projeto piloto para, já a partir do próximo ano, iniciar a transferência de tecnologia. A ideia, segundo Basso, é que profissionais das mais variadas áreas de pesquisa da Embrapa de todo o País passem um tempo na região trazendo as pesquisas e aplicando nas áreas definidas como prioritárias no projeto.

“Com certeza, a assinatura deste convênio vai ser um marco para o desenvolvimento da agricultura familiar, e como resultado, da economia da região Sudoeste do Paraná. Todos os envolvidos neste processo, que estão há anos lutando para que a Embrapa na região seja uma realidade, estão de parabéns”, agradeceu o deputado Assis.