A Embrapa – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária promoveu ontem (05) em Palmas, sul do Paraná, o lançamento de uma nova cultivar de batatas. A BRS Camila é a última novidade no segmento  e foi apresentada após 11 anos de pesquisa em um Dia de Campo, na região dos Campos de Palmas, onde estão concentradas as principais áreas de lavouras. Atualmente no município são cultivados mais de 850 hectares, com uma produção estimada superior a 40 mil toneladas nesta safra.

Além da apresentação técnica do produto, os participantes tiveram a oportunidade de acompanhar um procedimento de colheita e degustação da nova cultura.Durante a apresentação foram demonstradas algumas características técnicas da nova cultivar em relação as demais desenvolvidas pela Embrapa, tais como, resistência ao vírus Y – doença que causa degeneração das sementes e reduz a produtividade e a qualidade das lavoura. A previsão é de que em três meses já poderá estar sendo feita uma oferta pública de sementes da nova variedade.

Conforme o analista da Embrapa Produtos e Mercado, Antônio Bortoletto, a Camila que foi  desenvolvida para atender às crescentes exigências dos consumidores brasileiros, pois apresenta boa aparência de tubérculos e elevado potencial produtivo, com rendimento comercial que chega a ser entre 10 a 20% superior à principal concorrente.

Conforme o pesquisador, Arione Pereira, um dos responsáveis pelo desenvolvimento da cultivar, a expectativa é que atenda às demandas do produtor e satisfaça o consumidor, uma vez que, a BR Camila pode ser preparada tanto assada quanto cozida, em função do seu teor de matéria seca. Conforme ele, durante as análises sensoriais, apresentou sabor diferenciado e, por isso, também é indicada à cozinha especializada.

Para o engenheiro agrônomo Marcelo Kusman – consultor do Grupo Schebeski – propriedade onde o lançamento ocorreu a BRS Camila ainda está em testes, mas já chama atenção dos produtores pela beleza e pelo formato.