A Ministra Chefe da Casa Civil Gleise Hoffmann (PT) esteve em Francisco Beltrão na última sexta-feira (06). Na oportunidade participou do encerramento do Congresso Estadual da Agricultura Familiar, entregou máquinas à prefeituras das regiões sudoeste, oeste e centro oeste, além de assinar a ordem de serviço para restauração de 172 km de rodovias na região.  

Foram entregues 40 Motoniveladoras (Patrolas) e 24 Caminhões Basculantes (Caçambas) para atender municípios com menos de 50 mil habitantes. Esse equipamentos foram adquiridos através do PAC 2 (Programa de Aceleração do Crescimento), do governo federal. O investimento é de R$ 22 milhões.

Essa foi a terceira etapa – nas demais foram entregues Retroescavadeiras e Caminhões – e outras devem acontecer em 2014, conforme revelou Reni Denardi,  Delegado Nacional do MDA (Ministério do Desenvolvimento Agrário).

Quanto ao melhoramento das condições de trafego em rodovias federais, Gleise Hoffmann assinou a ordem de serviço para recuperação de 70 km da BR 280, entre Marmeleiro e Barracão, e 110 km da BR 163, trecho de Barracão a Ponte do Rio Iguaçu, na comunidade de Marmelândia, em Realeza.

Em entrevista exclusiva à Onda Sul FM, ainda no Aeroporto, Gleise Hoffmann garantiu que esse é o primeiro passo do governo para melhorar as condições das rodovias que cortam o sudoeste, principalmente a BR 163. Esse contrato tem cinco anos de validade para restauração e manutenção, mas já está sendo pensada a duplicação total da via. Nessa etapa serão investidos R$ 128 milhões pelo governo federal.

Além da restauração, a pista deverá receber terceiras faixas em vários pontos, diminuindo o perigo de acidentes no trecho que fica na região de fronteira. Mesmo com todos esses investimentos, a ministra descartou qualquer possibilidade de se instalar praças de pedágio na 163. Segundo ela, já é vergonhoso a situação que o Paraná vive tendo o pedágio mais caro do mundo, por isso a população pode ficar tranquila que não haverá cobrança alguma.