Com uma das maiores taxas de aprovação nos quase 71 anos de história da entidade, a chapa “Fiep Unida e + Forte” foi eleita, nesta quarta-feira (5), para comandar a Federação das Indústrias do Paraná nos próximos quatro anos. A eleição do grupo, único inscrito no pleito, foi confirmada após votação realizada na sede da Fiep, em Curitiba. A chapa, encabeçada pelo atual presidente Edson Campagnolo e composta por representantes de 52 instituições sindicais, recebeu os votos de 86 dos 93 sindicatos filiados que compareceram à eleição. Foram registrados ainda quatro votos em branco e três nulos.

Para Campagnolo, o consenso em torno da chapa é reflexo do trabalho realizado nos últimos quatro anos, somada à necessidade de união de todo o setor produtivo para superar a crise atravessada pelo país atualmente. “O fato de este grupo estar sendo reconduzido à direção da Fiep mostra que a avaliação do trabalho é altamente positiva”, disse. “E, mais do que nunca, os empresários industriais devem estar unidos em uma grande frente para que sejam adotadas medidas que criem um ambiente favorável ao empreendedorismo no Paraná e no Brasil, o que justifica o nome de nossa chapa, Fiep Unida e + Forte”, completou.

Segundo ele, em seu segundo mandato o Sistema Fiep continuará atuando em duas linhas principais. “Internamente, vamos trabalhar para que as ações das casas que compõem o Sistema Fiep, cada uma com seu foco específico, continuem com a mesma intensidade. O Senai com qualificação e capacitação profissional, somada ao apoio na área de tecnologia e inovação; o Sesi com a segurança e a saúde do trabalhador; o IEL com a educação executiva na Faculdade da Indústria”, declarou.

 

A segunda frente está diretamente relacionada à atuação institucional da Fiep propriamente dita. “Vamos buscar institucionalizar e fortalecer a participação do industrial na vida política do Estado e do país. O momento é de muita reflexão e a Fiep vai continuar no seu papel de fazer a mediação com todas as esferas do poder público”, disse Campagnolo.

 

CHAPA FIEP UNIDA E + FORTE

Conheça a composição da diretoria da Fiep para o quadriênio 2015-2019:

Presidente

Edson Luiz Campagnolo

Vice-presidentes

Abílio de Oliveira Santana

Ary Sudan

Carlos Walter Martins Pedro

Claudio Petrycoski

Edson José de Vasconcelos

Helio Bampi

João Alberto Soares de Andrade

José Eugênio Souza de Bueno Gizzi

Marco Antonio Gallassini da Silva

Miguel Rubens Tranin

Nelson Roberto Hübner

Osmar Ceolin Alves

Paulo Roberto Pupo

Roni Junior Marini

Sebastião Ferreira Martins Junior

Secretários

1º Secretário: Claudio Grochowicz

2º Secretário: Biratã Higino Almeida Giacomoni

3º Secretário: Luciana Bechara Zukovski Wichert

Tesoureiros

1º Tesoureiro: Nelson Furman

2º Tesoureiro: José Georgevan Gomes de Araújo

3º Tesoureiro: Itamar Carlos Ferreira

Diretores Suplentes

Waldomiro Wanderley Luersen

Estanislau Fillus

Daniel Wosniak

Juliano Langowski

Salete Gauginski

Samuel Leiner

Allan Gomes Guimarães

Ater Carlos Cristófoli

Darcy Miara Junior

Eliseu Avelino Zanella

Eugenio Rossato

Fabio Castelo Branco Gradowski

Fabricio Antonio Moreira Neto

Irineu Munhoz

Jair José de Souza

Joana do Nascimento Pennacchi

José Canisso

Mauro Pereira Schwartsburd

Sergio Biazze

Valcideir Garcia Ferreira

Vilson Felipe Borgmann

Wilson Bill

Conselho Fiscal

Efetivos

Nilo Cini Junior

Marcelo Ivan Melek

Edson Marcelo Recco

Suplentes

Antonio Di Rienzo

Roberto Flavio da Silva Pecoits

Antonio Claudio Vieira

Delegados Representantes junto ao Conselho da Confederação Nacional da Indústria

Efetivos

Edson Luiz Campagnolo

Virgílio Moreira Filho

Suplentes

Rodrigo Rafael de Medeiros Martins

José Carlos de Godoi