Duas crianças morreram carbonizados na madrugada desta segunda-feira (03) em Pinhão, centro-sul do Paraná. Segundo a Polícia Militar, os dois irmãos, um de nove e outro de sete anos e mais um adolescente de doze, estavam sozinhos em casa, no momento do incêndio. Possivelmente, a tragédia teve inicio através de uma vela acesa, dentro do barraco em que as crianças dormiam.

A mãe, Marina M., 26, e o padrasto dos meninos, Luiz Carlos S., 26,  não estavam em casa no momento do ocorrido. Ao prestarem depoimento, disseram que tinham saído para trabalhar na manhã do domingo (02) e deveriam voltar somente à noite. Os dois meninos mais novos morreram na hora. O adolescente de doze anos, sofreu queimaduras em 100% do corpo e foi encaminhado para a UTI – Unidade de Terapia Intensiva – do Hospital Santa Tereza, em Guarapuava.

Mãe e padrasto foram presos e encaminhados à Delegacia de Pinhão. Eles deverão responder pelo crime de abandono de incapazes. Os corpos das duas crianças mortas, foram encaminhados ao IML – Instituto Médico Legal – de Guarapuava.