Nesse dia 29, a Igreja Católica comemora o Domingo de Ramos, a data Cristã que marca o início da celebração do sacrifício de Jesus Cristo. A partir da missa de ramos, os fiéis acompanham os passos de Jesus em direção à morte de cruz, durante o período conhecido como Semana Santa, que encerra no domingo de Páscoa – a comemoração da ressurreição de Cristo.

Para essa celebração, os fiéis são convidados a levarem ramos para a missa. As folhagens são abençoadas pelo padre e passam a ser consideradas sagradas. Alguns fiéis separam esses ramos para serem queimados na quarta-feira de cinzas do ano seguinte, enquanto outros os reservam para queimar em dias de temporal, na crença de que a fé pode acalmar o tempo.

O Padre Dilonei Müller, da Paróquia Nossa Senhora da Glória, em Francisco Beltrão, reforça que a celebração é de grande importância na conduta da igreja católica. “Com o Domingo de Ramos, iniciamos a Semana Santa, a maior semana do Ano Litúrgico”.

A Paróquia Nossa Senhora da Glória, de Beltrão, a missa com benção de ramos começa às 9:30 de domingo.

“É importante uma participação intensa, precisamos acompanhar o sofrimento da Semana Santa para termos parte no triunfo que é a ressurreição gloriosa de Jesus Cristo”, afirma o Padre Dilonei, convocando os fiéis para a “maior semana do Ano Litúrgico”.