O deputado Nereu Moura, líder do PMDB, iniciou os preparativos da sessão solene para entrega do título de Cidadão Honorário do Paraná ao Cardeal Arcebispo Dom Odilo Scherer, aprovado no início do mês pela Assembleia Legislativa. Quarta-feira (11), ele recebeu o professor Flávio Scherer, irmão do religioso. A expectativa é entregar a homenagem proposta pelo parlamentar no encontro da Família Scherer programado para 17 de janeiro de 2016, no município de Quatro Pontes, Oeste do Paraná.

“O cardeal arcebispo Dom Odilo Scherer, atualmente no comando da Arquidiocese de São Paulo, esteve cogitado para ser Papa no último Conclave do Vaticano”, destacou Nereu Moura. “Nascido no Rio Grande do Sul (no município de Cerro Largo), com apenas três anos de idade, mudou-se junto com a família para Toledo, onde viveu, estudou, foi ordenado padre e bispo da igreja católica”, recorda o deputado.

Trajetória

Filho de Edwino Scherer e Francisca Wilma Steffens Scherer, Dom Odilo é descendente de imigrantes alemães da região do Sarre (Saarland) radicados no Rio Grande do Sul. É o sexto filho do casal de um total de 13 irmãos e parente distante do falecido Cardeal Dom Vicente Scherer.

Seus estudos primários foram realizados no Seminário São José, em Toledo. Já os estudos preparatórios foram no Seminário Menor São José, em Curitiba. Cursou Filosofia no Seminário Maior Rainha dos Apóstolos, também em Curitiba, e na Faculdade de Educação da Universidade de Passo Fundo, Rio Grande do Sul e Teologia no Studium Theologicum, da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, em Curitiba.

Dom Odilo é mestre em Filosofia e doutor em Teologia pela Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma e foi ordenado presbítero no dia 7 de dezembro de 1978, em Toledo, por Dom Armando Círio. O cardeal arcebispo também atuou como reitor e professor em diversas universidades na região Oeste do Paraná.

Em 28 de novembro de 2001, Dom Odilo foi eleito bispo-titular de Novi e auxiliar de São Paulo, aos 52 anos. Recebeu a ordenação episcopal, em 2 de fevereiro de 2002. No dia 9 de março de 2002, tomou posse como bispo auxiliar de São Paulo e em 20 de março de 2007, foi nomeado pelo Papa Bento XVI como o décimo sétimo arcebispo de São Paulo, a terceira maior arquidiocese católica romana do mundo.