Desde o dia 10 de março, Dirceu Abatti responde pelo escritório regional do IAP (Instituto Ambiental do Paraná) em Francisco Beltrão. Químico e físico por formação, o professor universitário vai responder por 27 municípios do Sudoeste.

“Certamente estaremos dando continuidade ao trabalho que vem sendo promovido pelo Governo do Estado junto à instituição, buscando sempre o diálogo e a legalidade nas ações desenvolvidas e procurando promover o bom senso”, comenta Dirceu Abatti, que estava até dezembro de 2014 no Núcleo Regional de Educação de Francisco Beltrão, na função de assistente técnico.

O IAP regional atende 27 municípios: Ampere, Barracão, Bela Vista da Caroba, Boa Esperança do Iguaçu, Bom Jesus do Sul, Capanema, Cruzeiro do Iguaçu, Dois Vizinhos, Eneas Marques, Francisco Beltrão, Flor da Serra do Sul, Manfrinópolis, Marmeleiro, Nova Esperança do Sudoeste, Nova Prata do Iguaçu, Pérola D´Oeste, Pinhal de São Bento, Planalto, Pranchita, Realeza, Renascença, Salgado Filho, Salto do Lontra, Santa Izabel D´Oeste, Santo Antônio do Sudoeste, São Jorge D´Oeste e Verê.

“Estamos dispostos a apoiar projetos que visam o desenvolvimento da região, em específico da área de abrangência da regional de Francisco Beltrão. Precisamos de projetos de iniciativa pública e privada. Estaremos procurando orientar essas iniciativas para que possam fazer uso dos recursos naturais de forma racional, buscando um equilíbrio entre o desenvolvimento econômico e social, com a manutenção do meio ambiente. Vamos buscar sempre a melhoria da qualidade de vida da população”, acrescenta Dirceu, que é natural de Francisco Beltrão, mas viveu até os seus 20 anos de idade em Verê. Formado em Química pela Facepal, de Palmas, e em Física pela UTFPR, Dirceu tem duas especializações e um mestrado nessas duas áreas. É professor da rede estadual de ensino desde 1996 e há 9 anos trabalha como professor universitário.