A  Diocese de Guarapuava foi escolhida para sediar o 1º Mutirão Paranaense de Comunicação, uma iniciativa da Comissão Episcopal da CNBB do Regional Sul 2 (Paraná).

O encontro tem como objetivo refletir a respeito da comunicação na Igreja e na sociedade em geral, novos caminhos, tendências e perspectivas. Haverá palestras, debates, mesas redonda e oficinas.

O evento será de 23 a 25 de outubro de 2015 com algumas palestras já confirmadas, como é o caso da presença de Juliano Kimura que falará sobre as oportunidades e desafios das redes sociais. “O mundo digital cresce rápido desde 1998. Sites, redes sociais e aplicativos vem mudando a forma como as pessoas de comunicam. Todos os dias novas formas de comunicação vem surgindo. O que há de novo nesse meio? Quais são os perigos da tecnologia? E mais importante ainda, quais as oportunidades?”, indagou o palestrante.

Juliano Kimura é embaixador do ProjectHUB.cc, CEO da Trianons, Sócio-diretor da Daybook  e Co-fundador do Social Brunch, trabalhou no Facebook como especialista e palestrante. Foi premiado como Melhor profissional de redes sociais 2015 – Prêmio ABComm de Inovação Digital. Formado em Marketing na Universidade Paulista e ESPM no curso de Inovação digital e redes sociais. Palestrou para: USP, IBOPE Media, Fiap, Fecap, Campus Party, Sebrae, eShow, Share, Social Media Week, UPF, Faculdade Anhanguera e dezenas de outras organizações pelo Brasil Foi destaque do Seminário Nacional de Inovação, pesquisa e desenvolvimento em 2014.

De acordo com Jorge Teles, da coordenação da Pastoral da Comunicação no Regional Sul 2 da CNBB, diversas parcerias estão sendo acertadas para a realização do evento na cidade de Guarapuava. “São profissionais da área de comunicação, professores, empresas e instituições. Gente de boa vontade que quer ajudar a proporcionar o debate de um tema tão importante que é a comunicação”, disse.

No último mês de julho o evento Muticom aconteceu em âmbito nacional, em Vitória (ES), na sua 9ª edição. “Pretendemos tornar este evento, em âmbito estadual, tradicional no Paraná”, concluiu Teles.

As inscrições em breve estarão abertas através do Regional. “Num primeiro momento os participantes serão indicados pelas Arqui / Dioceses. Caso as vagas, que são 150 no total, não sejam totalmente preenchidas serão abertas as inscrições a quem possa se interessar”, explicou Jorge.