Por Larissa Mazaloti

 

Desde 1988 o Brasil comemora o Dia Mundial de Luta Contra a Aids, data que foi criada pela Assembléia Mundial de Saúde, com o apoio da ONU (Organização das Nações Unidas) em 1987. A intenção é conscientizar o mundo para a prevenção e também quebrar os tabus sobre o assunto, já que portadores do vírus e doentes de Aids sofrem preconceito.

 

De acordo com a Pastoral da Aids, não se pode mais considerar um grupo ou grupos de risco, já que números apontam que todas as pessoas correm o risco de contrair o vírus. Para isso, paralelamente às ações do Ministérios da Saúde, secretarias estaduais e municipais com foco no uso de preservativo, a Pastoral atua no sentido de dar assistência aos soropositivos e às famílias que têm casos próximos. Além disso, há uma preocupação com o diagnóstico precoce.

 

Atualmente os CTAs (Centro de Testes e Aconselhamento) disponibilizam o Teste Rápido, que é gratuito. Com uma picada no dedo já é possível coletar o material para exame, e o resultado sai em poucos minutos. Quem deseja fazer o teste não precisa se identificar.