No Dia da Árvore, 21 de Setembro, data instituída para chamar atenção de sua importância para a manutenção da vida humana e sustentabilidade ambiental, um proprietário rural de Palmas, sul do Paraná, foi detido, em flagrante, por atear fogo em área desmatada.

A ação foi desenvolvida pelo Pelotão da Polícia Ambiental, com sede em Francisco Beltrão, Sudoeste do Paraná, durante  patrulhamento de rotina pelo município. A equipe formada por um sargento e três soldados visualizou queimada em uma área de 0.7 hectares de vegetação nativa em estágio  médio de regeneração, recentemente devastada.  No local constatado o corte de espécies do bioma mata atlântica, tais como, araucária,cauna, bracatinga, dentre entre outras.

O proprietário, que se encontrava no local,  confirmou autoria do fogo e revelou que não possuía autorização para a prática e nem documentos que autorizassem o corte. Com base na Legislação recebeu voz de prisão  e  foi encaminhado para a Delegacia de Polícia de Palmas/PR e oficiado o Instituto Ambiental do Paraná(IAP) para as medidas cabíveis.