Qual será sua reação ao descobrir que existe outra pessoa com o seu nome, que faz aniversário no mesmo dia que você e cujo os nomes do pais são iguais os dos seus? O caso parece ser impossível, não para um morador de Palmas, sul do Paraná, que descobriu a inusitada situação ao fazer solicitação do seguro desemprego. No local,  o quadro se agravou ao lhe ser informado que estava aposentado e não desempregado como imaginava.

Entenda o caso:

No dia 23 de junho de 1973 nasceu  em Palmas, João Batista da Silva, filho de Maria do Carmo Freitas da Silva e Nivaldo Ferreira da Silva. No mesmo dia, há 3.570 km na cidade de Jucurutu, Rio Grande do Norte, nasceu também um tal  João Batista da Silva, igualmente filho de Maria do Carmo Freitas da Silva e Nivaldo Ferreira da Silva.

O João de Palmas  só descobriu tudo isso há 90 dias  quando foi encaminhar o pedido de  seguro desemprego. No local a decepção de que não poderia ser beneficiado, pois perante, no sistema governamental  consta ser beneficiário desde março de 2014 em  uma aposentadoria  por invalidez.

Só então,  o João Batista de Palmas ficou sabendo da incômoda coincidência. Em entrevista ao RBJ, João Batista relatou a surpresa e latou seu drama com o fato.  “Nesse momento estou desempregado, preciso do dinheiro e agora isso, outro com o meu nome e ninguém resolve” disse contrariado.

O INSS – Instituto Nacional do Seguro Social, agência de Palmas, emitiu uma declaração em 08 de Junho, relativo ao  ao extrato do Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS) no qual confirma a aposentadoria do João  Batista nordestino.

O João Batista do Sul agora não está legalmente aposentado e pior de tudo, desempregado não pode ser assegurado, conforme declaração  da Agência de Previdência Social local. O problema agora será desembaraçar toda a situação perante os órgãos público.  O palmense relata todo o fato.