“Eu não mudo de posição quando se diz respeito a direitos dos trabalhadores e direitos da nossa população”, declarou o deputado federal Aliel Machado (PC do B), em entrevista à Rádio Club de Palmas, sul do Paraná, deixando aberta a possibilidade de deixar as fileiras comunistas, caso não haja um entendimento junto à direção nacional do partido, que, segundo o parlamentar, deixou de lado as suas diretrizes para atender os interesses da aliança que mantém com o Governo Dilma.

Ouça:

As especulações sobre a mudança de partido ganharam força nos últimos dias após encontro entre o deputado e o presidente nacional do PDT (Partido Democrática Trabalhista), Carlos Lupi, e o presidente estadual, Osmar Dias. Contudo, outros partidos já convidaram o parlamentar, pensando nas eleições municipais do próximo ano, colocando-o como possível candidato à prefeitura de Ponta Grossa, região central do Paraná. “Jamais o oportunismo. Trocar de partido pensando nas eleições municipais? Eu tenho um mandato, uma responsabilidade. Trocar de partido não é trocar de camisa.”, disparou Machado.

No entanto, criticou o PC do B pelo posicionamento adotado nas últimas votações no Congresso Nacional, com os quais ele não concorda. “Isso gerou uma instabilidade, criou expectativas e também vários convites”, reconheceu. Segundo o deputado, conversas e reuniões estão sendo realizadas junto à cúpula do partido, para “aparar as arestas”. “Agora, você não pode continuar numa situação onde você expõe o deputado e expõe o partido. Eu espero que se resolvam todos esses problemas e que nós não tenhamos necessidade de fazer essa mudança”, avaliou.