Municipalizar o trânsito de Palmas, sul do Paraná, e fazer com que o Departamento Palmense de Trânsito (DEPALTRAN) comece a “caminhar”. Essas são algumas das metas elencadas pelo diretor do departamento, Amazonas Fonseca Neto, ao fazer uma avaliação dos primeiros meses de trabalho da atual gestão.

Segundo Fonseca Neto, o edital de licitação para compra de materiais para o departamento já está publicado e a partir de agora os trabalhos, de fato, deverão começar. Conforme ele o DEPALTRAN existia apenas no papel, não executando nenhuma ação junto à municipalidade.

Destacou que nos primeiros 6 meses de gestão foi reativado o Conselho Municipal de Vistorias, responsável pela fiscalização e vistoria em transportes escolares como ônibus, micro-ônibus e vans, bem como transporte coletivo urbano e rural. Informou também que o departamento tem um prazo de 60 dias para regularizar e padronizar a frota de táxis do município, num total de 26 veículos.  

Na última semana, o vereador Francisco Acioli Ribas, apresentou um requerimento para que fosse instalado o Estacionamento Regulamentar (ESTAR) no município. Questionado sobre o assunto, Fonseca Neto informou que esteve em conversa com o vereador, explicando que a lei para regulamentação do estacionamento em Palmas já existe e que já estão sendo realizados os trâmites com relação à licitação para realizar os estudos nas vias da cidade. Segundo ele, a intenção da administração era de implantar o ESTAR no mês de setembro, em alusão à Semana do Trânsito, entretanto, com a falta de recursos a implantação deve ocorrer até o final do ano.