Durante a sessão da Câmara de Vereadores,  na noite dessa segunda-feira (22), foi acatada denúncia pelo vereador, Marcos Antonio da Silva Gomes (PSC), sobre possível coação do Poder Executivo a agentes do ESTAR (Sistema de Estacionamento Rotativo Pago) em Palmas, sul do Paraná.

Segundo Gomes, essa seria uma forma de recuperar  valores, uma vez que,  no início da implantação do ESTAR eram cobrados R$ 2,00 por hora e  passou para R$ 1,00 a hora, desde primeiro de abril deste ano.  Conforme a denúncia, os agentes de trânsito seriam obrigados a multar proprietários de veículos, sem ao receber notificação  e informados de quantos minutos o veiculo poderia ficar no local.

O Presidente da Câmara, Luiz Guesser (MDB), aceitou a denúncia e informou que irá oficiar Agentes e a Diretoria do DEPALTRAN (Departamento Palmense de Trânsito) para que prestem esclarecimentos já na próxima sessão dia 29 de abril.