Declarantes do imposto de renda 2019, ano base 2018, tem até o dia 30 de abril para entregar a declaração e evitar problema com a Receita Federal. São milhões de brasileiros que precisavam declarar nesse ano. E o que muitos não sabem é que podem destinar parte do valor para entidades filantrópicas de seus municípios.

Em Chopinzinho, uma campanha está sendo realizada pelo CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) com objetivo de fomentar a doação ao FIA (Fundo Municipal da Infância e Adolescência). Nesta segunda-feira (15), a presidente do Conselho, professora Cláudia Grosseli Lemos, concedeu entrevista à Extra FM e destacou quais são as atribuições da entidade e a importância da população auxiliar, inclusive agora por meio da doação.

Também participaram da entrevista, os contadores e membros do Conselho, Fabíola Scolaro e Rodrigo Jazinski, além da diretora do Departamento de Cultura, professora Gracielli Demartini. Os contadores explicaram como pode ser efetivada a doação. Segundo eles, declarantes podem destinar 3% do valor pago ou da restituição para o FIA. Isso não significa que o valor vai aumentar para pagamento ou diminuir para o recebimento da restituição. Fabíola citou um exemplo para ilustrar como é a doação.

Conforme ela, se a pessoa vai pagar R$ 500 de imposto serão geradas duas guias, uma de R$ 400 e outra de R$ 100, valor esse destinado ao fundo. No caso da restituição, se o declarante tiver direito a receber R$ 500, esse valor estará à sua disposição e outros R$ 100 serão destinados ao fundo. A doação não trará prejuízos, apenas benefícios à crianças e adolescentes que participam de projetos em Chopinzinho. Rodrigo lembrou que declarantes de outras cidades também podem fazer a doação direcionada ao município de Chopinzinho, basta escolher na hora de enviar a declaração.

A diretora de cultura, Gracielli Demartini, destacou os projetos desenvolvidos com os recursos do FIA em Chopinzinho. Um deles, segundo ela, é relacionado a oficina de música em parceria com a Escola Municipal Tasso Azevedo da Silveira. Um dos participantes do projeto, Kevin de 14 anos, acompanhou a equipe durante a entrevista e fez uma pequena demonstração do que já apreendeu. O garoto toca violino e frequenta o projeto desde maio de 2018. Para ele, essa é uma oportunidade única, pois jamais teria chance de apreender tocar violino, caso não existisse o projeto.

Assista na íntegra a entrevista…

Declarantes do Imposto de Renda podem fazer doação para o Fundo Municipal da Infância e Adolescência Declarantes do imposto de renda 2019, ano base 2018, tem até o dia 30 de abril para entregar a declaração e evitar problema com a Receita Federal. São milhões de brasileiros que precisavam declarar nesse ano. E o que muitos não sabem é que podem destinar parte do valor para entidades filantrópicas de seus municípios.Em Chopinzinho, uma campanha está sendo iniciada pelo CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) para fomentar a doação ao FIA (Fundo Municipal da Infância e Adolescência). Nesta segunda-feira (15) a presidente do Conselho, professora Cláudia Grosseli Lemos, concedeu entrevista à Extra FM e destacou quais são as atribuições da entidade e a importância da população auxiliar, inclusive agora por meio da doação.Também participaram da entrevista os contadores e membros do Conselho, Fabíola Scolaro e Rodrigo Jazinski, além da diretora do Departamento de Cultura, professora Gracielli Demartini. Os contadores explicaram como pode ser efetivada a doação. Segundo eles, declarantes podem destinar 3% do valor pago ou da restituição para o FIA. Isso não significa que o valor vai aumentar para pagamento ou diminuir para o recebimento da restituição. Fabíola citou um exemplo para ilustrar como é a doação.Conforme ela, se a pessoa vai pagar R$ 500 de imposto serão geradas duas guias, uma de R$ 400 e outra de R$ 100, valor esse destinado ao fundo. No caso da restituição, se o declarante tiver direito a receber R$ 500, esse valor estará à sua disposição e outros R$ 100 serão destinados ao fundo. A doação não trará prejuízos, apenas benefícios à crianças e adolescentes que participam de projetos em Chopinzinho. Rodrigo lembrou que declarantes de outras cidades também podem fazer a doação direcionada ao município de Chopinzinho, basta escolher na hora de enviar a declaração.A diretora de cultura, Gracielli Demartini, destacou os projetos desenvolvidos com os recursos do FIA em Chopinzinho. Um deles, segundo ela, é relacionado a oficina de música em parceria com a Escola Municipal Tasso Azevedo da Silveira. Um dos participantes do projeto, Kevin de 14 anos, acompanhou a equipe durante a entrevista e fez uma pequena demonstração do que já apreendeu. O garoto toca violino e frequenta o projeto desde maio de 2018. Para ele, essa é uma oportunidade única, pois jamais teria chance de apreender tocar violino, caso não existisse o projeto.Assista na íntegra a entrevista…

Posted by Extra 107 on Monday, April 15, 2019