Por Luiz Carlos Bittencourt

   Começou ontem dia 10 de agosto e se estende até esta sexta-feira, 12, o “22º Curso para Bispos Novos” da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). O evento, que é organizado pela Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada, se realiza na sede da CNBB e conta com participação de Dom Geremias Steinmetz, bispo de Paranavaí e dos outros 13 dos 17 bispos nomeados de agosto de 2010 a julho deste ano.
Os bispos foram recebidos pelo presidente da CNBB, Cardeal Raymundo Damasceno Assis, e pelo secretário-geral, Dom Leonardo Ulrich Steiner.

Dom Damasceno destacou a originalidade do Brasil como pioneiro nessa prática: “O Brasil criou o curso em 1989 para que os novos bispos pudessem aprofundar o entendimento de sua nova função dentro da Igreja. Depois, tanto o Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM) quanto o Vaticano seguiram o exemplo do Brasil e desenvolveram o curso”.

   Dom Leonardo lembrou aos participantes do encontro que a CNBB é a casa dos bispos. Em sua breve fala, o secretário-geral deu ênfase às novas Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil. Segundo o presidente da Comissão e arcebispo de Palmas (TO), Dom Pedro Brito, o curso pretende proporcionar, no início do ministério episcopal, contatos com a CNBB, para conhecer sua história e missão, sua sede e os serviços que a Conferência oferece.

   Vários temas serão abrangidos no curso, como “Teologia do Episcopado”, “Liturgia”, “Análise de Conjuntura” e “Perspectivas das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil”.
(CNBB-CM)