Uma reunião realizada na última segunda-feira (10), nas dependências do Departamento de Educação, estabeleceu um conjunto de ações que deverão ser desenvolvidas no campo educacional de Palmas, sul do Paraná, visando combater a evasão e o abandono escolar. Conforme o coordenador pedagógico do Núcleo de Educação de Pato Branco, Marcelo Maia Vicente, o trabalho de formação de rede está sendo feito nos 15 municípios do núcleo.

Na oportunidade foi formado o comitê encarregado de avaliar esta problemática, em consonância com a Secretaria Estadual de Educação e Ministério Público do Paraná. Conforme o coordenador, já está sendo feito um diagnóstico da real situação em Palma e em cada um dos municípios da região. Destacou que muitos alunos ainda não realizaram as matrículas e o levantamento só poder feito com base nas matrículas efetivadas.

Explicou Marcelo Vicente, que o trabalho será feito junto às escolas da rede municipal e também estadual de ensino. O que se pretende é o fortalecimento das duas redes, segundo ele. Salientou que o problema da evasão e do abandono escolar em Palmas é mais acentuado que outros municípios, em função de sua particularidade sócio-cultural. Conforme ele, nos municípios onde já foi realizado o trabalho de levantamento, o trabalho, a negligência dos pais e o uso de drogas, foram apontados como as principais causas da evasão escolar.

Ouça: