por Ivan Cezar Fochzato

 

Produtores de Mangueirinha e de vários municípios banhados pelos lagos do Rio Iguaçu estão aguardando a liberação de recursos por parte do Ministério da Pesca e Aqüicultura, para implantar estrutura de criação de peixes em tanques, no Rio Iguaçu. Já foram encaminhados projetos com este objetivo ao órgão federal.

 

Os recursos estão sendo buscados através da Coopermang (Cooperativa de Empreendedores e Criadores de Peixe de Mangueirinha), mas que envolve ainda cooperados de Foz do Jordão, Honório Serpa, Candói, Reserva do Iguaçu, Pato Branco, Chopinzinho, Coronel Domingos Soares e Coronel Vivida.

 

Os mais de cento e cinqüenta associados pretendem utilizar os lagos formados pelos reservatórios das Usinas Hidrelétricas no Rio Iguaçu para aumentar a produção de peixes, principalmente a tilápia, que tem grande aceitação no mercado.Os projetos pretendem criar espécies de lotes, demarcados com bóias, onde serão instalados tanques rede, com capacidade de produzir cento e cinqüenta toneladas de tilápia, por safra, que tem duração de cinco meses.

 

O presidente da cooperativa, Gilberto Zwaricz destaca que a produção deverá ser feita de forma gradativa. Avaliou que no prazo de uma década, a aqüicultura será uma das principais atividades econômicas da região.Enquanto não iniciam as atividades nos lagos, produzem peixes em açude, sendo que a aproximadamente quinze toneladas mensais, está sendo vendida para o frigorífico Coopeal, de Abelardo Luz, Santa Catarina.Além disso, o peixe está sendo servido na merenda escolar do município de Mangueirinha.