Foi na base da raça e da superação a definição do último classificado às semifinais do Campeonato Paranaense de Futsal, Chave Ouro. Na noite de sábado (24), no ginásio Joaquim Prestes, em Guarapuava, o Guarapuava Futsal teve que correr atrás do resultado para empatar em 2×2 com o Cresol/Marreco Futsal e garantir a vaga.

Nas partidas anteriores, foram duas vitórias alternadas (4×1 para o Marreco, em Francisco Beltrão, e 3×1 para o Guarapuava jogando em casa). Com o empate na terceira partida, a equipe do Centro Sul ficou com a vaga pela campanha da primeira fase.

O jogo

Canhoto foi um dos destaques da partida. Foto: Blog clique esporte
  • Compartilhe no Facebook

Canhoto foi um dos destaques da partida. Foto: Blog clique esporte

Precisando reverter a vantagem dos anfitriões, o Cresol/Marreco foi para o ataque e começou com ótimas chances de gol em chutes de Jhow e Suelton. A pressão inicial deu resultado e, aos três minutos, em lance de falta de sorte do goleiro Marcão, Rangel abriu o placar. A bola foi na trave, bateu nas costas do arqueiro e entrou no gol.

Para piorar ainda mais a situação do Guarapuava, momentos após o gol beltronense, Bruno Petry levou seu segundo cartão amarelo e foi expulso. Com um a mais em quadra, o Marreco foi para cima e, depois de uma bate rebate na área, a bola sobrou para Canhoto ampliar o placar: 2×0.

Com o revés, restou aos anfitriões correr atrás do prejuízo: Bynho teve boa chance em saída errada de Nando, mas o goleiro do Marreco conseguiu retornar a sua meta a tempo para evitar o gol. Aos nove minutos, em cobrança de falta, Régis venceu o goleiro Nando, mandando a bola no ângulo, sem chances para o arqueiro: 1×0.

A resposta do Cresol/Marreco veio com uma bola na trave, chutada por Rangel. No entanto, a pressão ainda era dos donos da casa, que assustaram o goleiro com chutes perigosos de Vitor, Régis e Deivão. Nos minutos finais da primeira etapa, a pressão se intensificou e Régis obrigou Nando a fazer uma defesa espetacular. Faltando oito segundos, Régis voltou a levar perigo: o fixo chutou, a bola desviou em Magui e acertou o travessão.

No segundo tempo, o Cresol/Marreco retornou com uma marcação muito forte, que dificultou muito a vida do ataque do Guarapuava. Mesmo assim, Diece e Giovanni tiveram chances de empatar. Por outro lado, Rafinha quase ampliou em um chute cruzado. Aos 10 minutos, os guarapuavanos reclamaram de um pênalti não anotado pela arbitragem. Na sequência da jogada, quase que Suelton marcou para o Marreco. Exaltado depois do lance, o supervisor Liberato, do Guarapuava, foi excluído da partida.

A medida que o tempo passava o jogo ficava mais emocionante. Felipinho tentou o chute, mas a bola foi em cima de Nando. Logo depois, Deivão “tirou tinta da trave”. Mas foi aos 13 minutos cravados que a pressão se transformou em gol. Depois de jogada bem trabalhada, de pé em pé, Régis marcou pela segunda vez na noite, empatando em 2×2. Resultado que já servia para a classificação do Guarapuava.

Após o gol de empate, a pressão continuou. Marcão chutou de longe e levou perigo. Logo depois, o goleiro Nando fez defesa milagrosa em chute de Mauricinho. Mas quando Jhow entrou como goleiro-linha do Marreco, a pressão mudou de lado e foi a vez de Marcão faze defesa milagrosa em chute de Vitinho. Nos segundos finais, Suelton evitou chute de Bynho, que por muito pouco não marcou com o gol livre. O ala levou cartão vermelho e as chances dos beltronenses diminuíram, com um jogador a menos em quadra. Placar final: Guarapuava 2×2 Marreco.

Semifinal
O adversário do Guarapuava nas semifinais será o Foz Cataratas. No próximo sábado, 31, deve acontecer o primeiro confronto entre as equipes, na cidade de Foz de Iguaçu, onde o time de Fronteira permanece invicto desde o início do estadual. A outra semifinal será disputada pelo São Lucas, de Paranavaí, e pelo Umuarama Futsal.

Cresol/Marreco

A equipe beltronense após a eliminação da série ouro deve voltar as atenções a duas competições que acontecem em Francisco Beltrão. Os Jogos Abertos em novembro e a Super Liga, em dezembro. Pelo menos, por enquanto, a equipe será mantida.