O deputado estadual Caíto Quintana, que teve seu nome lançado pelo deputado federal André Vargas como candidato a vice-governador na chapa a ser liderada pela ministra Gleisi Hoffmann (Casa Civil), se diz “lisonjeado” com a lembrança, mas, mais uma vez saiu em defesa da candidatura própria do PMDB ao governo do Estado.

Caíto destaca que a orientação do PMDB nacional – o que ficou reforçado no encontro realizado na semana passada com o vice-presidente da República, Michel Temer – é priorizar a candidatura própria e, se não for possível, buscar uma aliança com os partidos aliados do governo federal, notadamente o PT.

De qualquer forma, avalia Caíto, qualquer composição futura passa pela convenção partidária.