Atração à parte nas comemorações do Ano Novo, os fogos de artifício encantam pelas luzes, cores e explosões. No entanto, o manuseio dos materiais dever obedecer uma série de cuidados para que o momento de festa não acabe em tragédia.

O Corpo de Bombeiros orienta para que os fogos de artifício sejam usados em locais abertos, que não ofereçam risco de incêndios. Evite lugares fechados e próximos da rede elétrica. O material pode causar lesões graves e até mutilações de dedos, mãos e queimaduras de até terceiro grau. Acidentes com esse tipo de material são ocorrências comuns nos hospitais durante essa época do ano.

Os fogos devem ser soltos mirando sempre para o alto, virando o rosto para o lado contrário. Deve-se evitar o manuseio por pessoas alcoolizadas ou próximo de crianças.

Vale lembrar que o Estatuto da Criança e do Adolescente proíbe a venda de materiais como bombas, pólvora ou rojões para menores de 18 anos. As populares bombinhas possuem regulamentação, com isso sua venda é livre.

Em caso de acidente com queimaduras leves, o primeiro passo é colocar a área atingida em água corrente. Após isso, cobrir a região com um pano limpo e procurar atendimento médico. Nunca utilizar em lesões produtos como sabão, manteiga, azeite, pasta de dente, gelo, nem tentar descolar tecidos grudados na pele queimada. Em casos de acidentes, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado pelo telefone 193.