Com a elevação das temperaturas e o baixo nível de umidade relativa do ar, o número de incêndios, tanto florestais como em edificações tendem a aumentar nessa época do ano. Nesse sentido, o Corpo de Bombeiros de Palmas, sul do Paraná, lança uma série de orientações para a população a fim de prevenir ocorrências do gênero.

O comandante da corporação, sargento Clovis Maccari, explica que a partir desse período, a guarnição trabalha em sistema de sobreaviso, na ocorrência de fatos dessa natureza, para que o trabalho possa ser maximizado. Orienta ainda para os produtores rurais que realizam a limpeza de áreas de terra através das queimadas para que utilizem de técnicas simples, mas que ajudam na realização do trabalho com maior segurança. Uma das maneiras de realizar a queimada de forma controlada é o acero, que trata-se da limpeza total nas bordas da área que será queimada, evitando com que o fogo se alastre.

Nos casos de incêndio em edificações, no inverno e verão estão concentrados os maiores números de ocorrências. De acordo com sgt. Maccari, pelas condições de clima, há maior utilização de energia elétrica, o que pode causar sobrecarga na rede e ocasionar o incêndio. Segundo dados do Corpo de Bombeiros, foram atendidas 55 ocorrências de incêndio em Palmas, entre janeiro e agosto.

No verão também aumentam os casos de afogamentos. Orientou aos frequentadores de rios, lagos, alagados, campings e outros, para que evitem nadar em locais desconhecidos e procurar, sempre que entrar na água, utilizar colete salva-vidas. Salientou o cuidado com as crianças, que num momento de descuido dos responsáveis, podem sofrer sérios acidentes em meios líquidos.

Entre janeiro e agosto, o Corpo de Bombeiros de Palmas atendeu a mais de 420 ocorrências. Foram mais de 190 atendimentos pré-hospitalares, mais de 115 atendimentos a acidentes em meios de transporte, mais 55 combates a incêndios, quase 10 salvamentos e mais de 50 atividades de prevenção e auxílio.