O chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, o presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, e o diretor-presidente da Copel Geração e Transmissão, Sérgio Luiz Lamy, autorizaram a recuperação de 11 balsas que voltarão a ser usadas para a travessia dos lagos das usinas de Segredo (Governador Ney Braga) e de Foz do Areia (Governador Bento Munhoz da Rocha Netto), no Rio Iguaçu.

O convênio foi assinado em Faxinal do Céu com os prefeitos de Cruz Machado, Pinhão, Bituruna, Coronel Domingos Soares e Mangueirinha, que são responsáveis pelo serviço de travessia. A Copel Geração fará a recuperação, modernização e manutenção dos equipamentos.

Rossoni disse que o convênio é resultado da determinação do governador Beto Richa de apoiar os municípios beneficiados. “Com esta ação, vinculada a seus compromissos históricos com a região de influência de suas usinas, a Copel presta um serviço de caráter público essencial”, afirmou Rossoni. “Trata-se da manutenção de equipamentos de transporte fundamentais para a economia regional.”

APOIO AOS MUNICÍPIOS – Rossoni cumpriu agenda administrativa na quinta-feira pelo Centro-Sul do Estado e destacou a importância dos investimentos do governo nas cidades da região. “Passamos em Mallet, Rebouças e Inácio Martins, onde o governo está investindo R$ 30 milhões”, exemplificou ele.

O presidente da Copel, Luiz Fernando Vianna, lembrou que as balsas foram instaladas no Rio Iguaçu entre as décadas de 1980 e 1990 para possibilitar uma via mais curta de deslocamento entre os municípios, após o enchimento dos reservatórios das duas hidrelétricas.

De acordo com Vianna, cerca de 150 mil habitantes dos cinco municípios lindeiros aos reservatórios serão beneficiados direta ou indiretamente pela manutenção. “Este convênio possibilitará à Copel dar continuidade ao apoio histórico prestado às comunidades que vivem próximas a duas de nossas maiores usinas hidrelétricas”, afirmou Vianna.

“Após esta assinatura será contratada uma empresa para realizar a especificação técnica dos reparos, possibilitando o início das manutenções ainda em 2016”, explicou o diretor da Copel Geração e Transmissão, Sérgio Luiz Lamy.

Segundo o executivo, a manutenção das balsas pela Copel, por meio de convênio com os municípios, foi autorizada pelo Tribunal de Contas do Estado, que emitiu parecer favorável para a realização da parceria, já que os equipamentos pertencem atualmente às prefeituras.

PREFEITOS – Os prefeitos foram unânimes em apontar a importância das balsas para a integração de todos os municípios da região. “A doação da Copel nos anos 80 foi muito bem-vinda, já que muitos dependem delas para o transporte, e são utilizadas inclusive para o turismo”, disse o prefeito de Bituruna, Claudinei Castilho. “As balsas estão degradadas, e os municípios não têm as condições para arcar sozinhos com a recuperação. Este convênio é uma boa notícia que permitirá ajudar a todos os moradores da região.”