camara
  • Compartilhe no Facebook

TCE/PR enviou ofício à Câmara com parecer pela irregularidade.

As contas do Poder Executivo de Palmas, sul do Paraná, referentes ao ano de 2012, serão votadas, em turno único, pela Câmara de Vereadores, durante a sessão da noite desta segunda-feira(31). Decisão do Tribunal de Contas do Paraná (TCE/PR) emitiu parecer prévio pela reprovação. O então e atual prefeito precisa de dois terços dos votos da Casa.

O motivo pela reprovação das contas foram o resultado o financeiro negativo das fontes não vinculadas no último ano do mandato do prefeito, Hilário Andraschko (PDT) e a falta de repasse da contribuição dos servidores ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS).

Em abril, o referido gestor e o município apresentaram documentos relativos as questões identificadas pelo TCE, entretanto, não alterando a  decisão anterior que manteve parecer pela reprovação das contas naquele exercício. O Tribunal, diante disso, encaminhou para a Câmara de Vereadores de Palmas, em 20 de julho, o parecer solicitando que o  Legislativo local   julgasse as contas. Para que a decisão do Tribunal seja alterada e as contas sejam julgadas regulares são necessários dois terços dos votos dos vereadores.

Na noite de hoje, em tempo anterior à votação, o contador da prefeitura, Ezequiel Goulart estará explanando aos vereadores todas as questões relativas às irregularidades constatadas pelo Tribunal de Contas.O resultado da votação pelos vereadores de Palmas deverá ser registrada, posteriormente, pelo Tribunal de Contas.

PROCESSO