O Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Palmas, sul do Paraná, realizou na última sexta-feira (11), o  a 2ª Conferência Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, com o tema: “O Desafio na Implementação das Políticas Públicas da Pessoa com Deficiência – A Transversalidade como Radicalidade dos Direitos Humanos”. Mais de 120 pessoas, entre alunos, professores, pais e comunidade em geral participaram do evento, realizado nas dependências da escola Sinhara Viana.

A diretora da Apae de Palmas e presidente do Conselho Municipal, professora Carla Moraes, destacou a participação e a amplitude das propostas apresentadas na Conferência. Segundo ela, mais de 30 pontos foram elencados como primordiais para a inclusão e acessibilidade das pessoas com deficiência, dentre os quais estão melhorias para a circulação de cadeirantes pelas ruas da cidade, a garantia de profissionais qualificados para o atendimento nos setores educacionais do município e Estado, elaboração de políticas públicas na área de esporte e lazer, criação de grupos de apoio para pais e responsáveis, dentre outras propostas.

Explicou que até próxima semana deverá ser apresentado o relatório final da Conferência para apreciação por parte da Conselho. Após isso, as propostas serão encaminhadas ao Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, Poderes Executivo e Legislativo do município, Ministério Público e departamentos municipais. Professora Carla avalia alguns dos pontos propostos como de fácil execução, salientando a importância da atenção que os Poderes constituídos devem ter com o segmento das pessoas com deficiência. “Todos têm direito à estar na escola, em ambientes de lazer, em todos os lugares, e os responsáveis precisam fazer com que isso aconteça.”, enfatizou Moraes, agradecendo a a todos os participantes da Conferência Municipal, em especial aos membros da Comissão Organizadora.