O Congresso Nacional aprovou o realocamento de recursos para a construção do Fórum da Justiça do Trabalho de Palmas, sul do Paraná. O projeto que tramitava na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO) foi transformado em Lei Ordinária e publicado no Diário Oficial da União. No texto, sancionado pela Presidente da República, foi aberto ao Orçamento Fiscal da União, em favor das Justiças Federal, Eleitoral e do Trabalho e do Ministério Público da União, crédito especial no valor de R$ 18,5 milhões. Desses, R$ 1,6 milhão foi destinado para edificação do Fórum do Trabalho de Palmas.

A obra já foi licitada, tendo a empresa P.R Barela Construção Civil LTDA., de Saudade do Iguaçu, como vencedora do pregão, com um valor de R$ 1,2 milhão. O prazo estimado para construção do prédio de 507 m² é de 12 meses. A pedra fundamental foi lançada no dia 14 de outubro de 2013, em terreno na Rua Capitão Paulo de Araújo, próximo ao Fórum Eleitoral. O evento contou com a presença da presidente da 9ª região do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), desembargadora Rosemarie Diedrichs Pimpão, além de lideranças políticas, membros da OAB, Ministério Público e Poder Judiciário.

Na oportunidade, foi colocada uma cápsula do tempo, contendo um resumo da história do município, um exemplar de um jornal da região, a planta arquitetônica do edifício a ser construído e uma foto dos, então, desembargadores da Justiça do Trabalho do Paraná. A cápsula foi colocada dentro de uma caixa de concreto no local da obra e será aberta em 2023.