A Polícia Rodoviária Federal, posto de Água Doce (SC), registrou na noite de ontem (08), a prisão de duas pessoas na BR-153, por desacato e resistência à prisão. A história é uma mistura de amor, ciúmes e a boa e velha “cangibrina”.

A PRF foi acionada, por volta das 20h00, para atender à ocorrência de uma briga, que acontecia no interior de um ônibus. O coletivo, contratado por uma empresa do município de Capinzal (SC), transportava trabalhadores que se deslocavam de União da Vitória (PR) para o oeste catarinense. A viagem seguia normalmente, alguns passageiros jogando conversa fora, outros tomando uma “birita”, quando iniciou a confusão.

Um dos passageiros, que estava na companhia de sua esposa, começou a jogar seu charme e usar de galanteios para outra mulher que se encontrava no coletivo. A esposa do “garanhão”, juntamente com um sobrinho seu, ao ver a cena, foi tirar satisfações com a dupla, e os ânimos se exaltaram. O motorista, ao perceber a confusão que se formara, parou o ônibus e acionou a Polícia. Nesse meio tempo, o marido galanteador, ao ver que a situação ficou preta para o seu lado, saiu do ônibus e se escondeu no matagal às margens da rodovia.

Com a chegada da Polícia, a mulher traída e seu sobrinho, desacataram os agentes com palavras de baixo calão, sendo necessário o uso de força e spray de pimenta para acalmar os ânimos. No momento em que os agentes policias, saíam à procura do marido fujão, a mulher arremessou um tamanco contra a viatura, sendo detida.

Ao ver a cena, o marido fujão reapareceu, e partiu para cima dos policiais, na tentativa de defender e limpar a barra com a patroa, mas também foi imobilizado pelos agentes com o uso de choques elétricos. O casal foi encaminhado à Delegacia de Joaçaba e autuado por desacato e resistência à prisão. E o marido “garanhão” que se prepare, pois a mulher já prometeu que, assim que forem liberados, os dois terão uma conversa muito séria.