As vantagens do uso do concreto na pavimentação de vias urbanas foram apresentadas durante uma palestra na Amsop (Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná), na semana passada. O encontro promovido pelo Paraná Cidade e ABCP (Associação Brasileira de Concreto Portland) reuniu engenheiros e arquitetos das prefeituras da região.

A popularização do material ajudou a baratear o concreto, que hoje chega a ser mais vantajoso que os pavimentos asfálticos. “O uso do concreto se baseia na sustentabilidade, seja ela social, econômica ou ambiental”, resume o gerente regional Sul da ABCP, Alex Maschio. No entanto, esse tipo de pavimento ainda é pouco utilizado no Brasil: em Buenos Aires, 51% das vias são de concreto; em Curitiba apenas 1%.

Na palestra, Alex apresentou estudos elaborados no Paraná sobre a viabilidade da pavimentação em concreto. Em alguns levantamentos, o material ficou 34% mais barato que o asfalto para ser implementado e em 20 anos a economia total, considerando os custos de manutenção, chegou a ser calculada em 71%. Segundo ele, “o concreto é mais durável que o pavimento em asfalto, mas até algum tempo atrás era muito mais caro; hoje está sendo mais barato e mantendo a mesma durabilidade, tendo economia na construção e manutenção”. A durabilidade média do pavimento em concreto é de 20 anos e do asfalto de 6 a 8 anos.

Alex também citou outros benefícios deste tipo de pavimento, como a valorização arquitetônica dos espaços, segurança viária dada a maior abrasividade, possibilidade de maior permeabilidade de água e maior aproveitamento de outros resíduos em sua composição. O pavimento em concreto, por ser mais claro, também permite maior reflexo da luz à noite e, durante o dia, menor absorção de calor.

Fonte: Assessoria