por Ivan Cezar Fochzato

 

O município catarinense de Abelardo Luz, que faz divisa com Palmas, no Paraná, deve decretar situação de emergência por mais 90 dias em razão da estiagem prolongada que castiga toda a região. A falta de chuva, além de causar perdas para o setor agropécuário, também começa a comprometer o abastecimento à população que mora no interior.

 

Até agora são atendidas diretamente mais de 200 famílias, sendo que pelo menos 30 delas já estão sem água potável e já dependem exclusivamente do abastecimento pela prefeitura que é realizado a cada dois ou três dias. Nas propriedades das famílias mais prejudicadas estão sendo instaladas caixas de cinco mil litros fornecidas pela Defesa Civil Estadual e Federal para armazenamento de água tanto para consumo humano ou animal.

 

Além da distribuição de água, a prefeitura disponibiliza máquinas para abertura de bebedouros e auxilia na produção de silagem para alimentar  o gado leiteiro, atividade responsável pelo sustento da maioria dos pequenos agricultores.
 

 

A distribuição de caixas de água atende principalmente famílias que vivem nas comunidades mais prejudicadas que são: Canhadão, Alegre do Marco, Alto da Serra, José Maria e Capão Grande.