Os colégios estaduais Alto da Glória, Padre Ponciano e Sebastião Paraná, de Palmas, sul do Estado, estão dentro do planejamento de ação da Secretaria Estadual de Educação para melhorias em suas estruturas a partir de 2016. O anúncio foi dado pela chefe da pasta, Ana Seres Trento Comin, na tarde de terça-feira (15), aos diretores eleitos, em reunião na capital do Estado.

Centenário, colégio Sebastião Paraná será prioridade no próximo ano
  • Compartilhe no Facebook

Centenário, colégio Sebastião Paraná será prioridade no próximo ano

Conforme Ana Seres, enquanto chefe do Núcleo Regional de Educação de Pato Branco, já tinha conhecimento dos problemas enfrentados pelas três instituições de ensino, e, acompanhando o crescimento populacional do município, apontou a importância de o Estado atuar para o atendimento das crianças que saem da rede municipal.

Conforme ela, no inicio do mês, determinou que a Superintendência de Desenvolvimento Educacional, realizasse um levantamento da situação estrutural das escolas, que resultou em um relatório detalhado, que servirá de base para as ações da Secretaria de Educação no município. Segundo Ana Seres, diante da realidade enfrentada pela comunidade escolar, a reforma do colégio Sebastião Paraná será prioridade dentro do orçamento da Educação do Paraná no próximo ano. “Eu assumo esse compromisso. Como chefe de Núcleo já batalhei muito e agora, como secretária de Estado, minha responsabilidade aumentou.”, declarou.

 

A Superintendente de Desenvolvimento Educacional, Vanda Dolci Garcia, que esteve no município, juntamente com a equipe de engenharia do Núcleo Regional, informou que já foram iniciados os levantamentos necessários para a contratação dos serviços de reformas e ampliações previstos. Reforçou que o colégio Sebastião Paraná é o primeiro da lista de prioridades em Palmas, pela necessidade da instituição e por já contar com recursos orçamentários disponíveis. Salientou que o projeto existente será readequado, de acordo com a atual situação, principalmente da parte de telhado e da área que era utilizada pela escola Senhorinha Miranda Mendes. “Entre o final de dezembro e inicio de janeiro, o engenheiro do Núcleo estará trabalhando junto com a direção do colégio, para a elaboração desse novo planilhamento de custos, para dar inicio à licitação”, informou.

Sem salas de aula, alunos têm que estudar no pavilhão comunitário, situação que se estende há mais de 10 anos
  • Compartilhe no Facebook

Sem salas de aula, alunos têm que estudar no pavilhão comunitário, situação que se estende há mais de 10 anos

Para o colégio Padre Ponciano, diante do tamanho do projeto, a Secretaria de Educação prevê dividir o trabalho em duas etapas: a primeira, realizando adequações na estrutura existente, como a cobertura da quadra esportiva e melhorias na área da cozinha, já preparando a estrutura para a segunda etapa, que é a ampliação do colégio, utilizando a parte da Avenida Paraná que foi desafetada pelo município e que partir do próximo passará para a contar na matrícula escriturária da escola, prevendo também a utilização do terreno pertencente à Copel, que depende de negociação entre a administração municipal e a Companhia Paranaense de Energia.

Colégio Alto da Glória, que funciona em estrutura pertencente ao município
  • Compartilhe no Facebook

Colégio Alto da Glória, que funciona em estrutura pertencente ao município

Sobre o colégio Alto da Glória, Garcia informou que a Secretaria já cadastrou a instituição em programas do Governo Federal para a obtenção de recursos destinados à construção de uma nova escola, para o atendimento da demanda do bairro Alto da Glória e arredores. Salientou que existem também negociações para que o Estado construa uma nova escola e o município repassa a propriedade do antigo CAIC para a Secretaria de Educação. “Essa é uma proposta a longo prazo, pois não conseguimos construir uma escola em menos de 2 anos, mas já realizamos a primeira avaliação do imóvel para dar andamento ao processo”, destaca.

Segundo a superintendente, a estimativa é de que até o final do primeiro trimestre de 2016 estejam concluídas as avaliações técnicas, para dar inicio ao processo licitatório da reforma do colégio Sebastião Paraná, garantindo que a obra, dessa vez, sai do papel. “O trabalho que está sendo feito é para que possamos realizar um levantamento condizente com as questões orçamentárias”, afirmou.