por Ivan Cezar Fochzato

 

Embora apresente diminuição, o índice de inadimplência dos mutuários da Cohapar em Palmas ainda alcança trinta por cento. A Cohapar tem em Palmas aproximadamente setecentos clientes que foram beneficiados com moradias através de vários programas.

 

A informação é do gerente regional da Companhia em União da Vitória, Rubens Bochi Maia. Conforme ele, a após algumas medidas drásticas adotadas pela companhia, vem se verificando uma diminuição na falta de pagamento das prestações. ” O mutuário vem se conscientizando que é importante manter sua casa para garantir a segurança de sua família”, salientou.

Bochi Maia informou ainda que de dez a doze ações tramitam na justiça local o que poderá desencadear um processo de desapropriação dos imóveis, justamente pela falta de pagamento. Mesmo assim, até o julgamento das ações os proprietários podem buscar regularizar a situações de inadimplência e impedir que os imóveis sejam leiloados.

Conforme o gerente regional (áudio) há uma expectativa de que com o recebimento do décimo terceiro salário, os mutuários possam colocar em dias suas prestações, que hoje estão em atraso.