por Ivan Cezar Fochzato

 

Em Clevelândia, a obrigatoridade da separação do lixo está prevista em lei, que prevê ainda penalizações para quem descumprir as determinações. A legislação trata apenas do lixo residencial, uma vez que para os resíduos provenientes de atividades industriais, de serviços e hospitalares é definda por legislação federal.

 

Os moradores deverão fazer a separação do lixo orgânico e reciclável e o município fica obrigado a dar destino aos resíduos. Quem não cumprir com as determinações da legislação estarão sujeitos a medidas que vão desde a advertência e suspensão dos serviços de coleta, podendo chegar a multas financeiras.

 

A legislação clevelandense prevê ainda que as pessoas que depositarem lixo em terrenos baldios, beira de rodovias, fundo de vales ou às margens de rios, também estarão sujeitas às sanções, que serão aplicadas pelos órgãos municipais meio ambiente.