A chuva e o vento forte duraram poucos minutos, mas foi o suficiente para provocar alguns estragos em Francisco Beltrão nesta terça-feira (12). Na Rua Otaviano Teixeira dos Santos, próximo a prefeitura, um Pinheiro Araucária, árvore símbolo do Paraná, caiu e atingiu dois veículos e uma motocicleta que estavam estacionados, além de quebrar um poste da rede elétrica.

Os veículos tiveram apenas danos de pequena monta.  Bombeiros e funcionários da Copel foram acionados e trabalharam no local para retirar a árvore e restabelecer o abastecimento de energia elétrica.

Também teve prejuízos na Rua Romeu Lauro Werlang, onde um cavalete de madeira caiu de uma obra e atingiu a cobertura de uma residência. O objeto é de um edifício em construção, que fica ao lado da casa. O cavalete fez um buraco na cobertura e no foro, molhando móveis e eletroeletrônicos. Apesar dos danos, ninguém se feriu.

O dono da casa, Ademar Alberto Koeche afirma que essa é a quinta vez que o mesmo tipo de problema acontece, ou seja, objetos caem da obra em construção provocando danos.  Ele garante já ter acionado os responsáveis pela obra na justiça, mas nenhuma providência foi tomada e os prejuízos continuam. Ademar diz que já não fica mais em casa durante a noite, com medo de ser atingido por algo que despenque da obra.

Segundo ele, não há nada que ofereça segurança. Além desses casos, outras sete chamadas foram atendidas pelo Corpo de Bombeiros de Francisco Beltrão. Conforme o tenente Murilo Oliveira, foram cinco casos de destelhamento e dois alagamentos, isso nos Bairros Cristo Rei e São Cristovão.

Fotos: Evandro Artuzi

Outras regiões

A chuva também provocou prejuízos na região de Laranjeiras do Sul e Guarapuava. Em Porto Barreiro, casas no interior tiveram a cobertura afetada pela chuva de granizo.

O mesmo aconteceu em Candói e Pinhão, onde lavouras também foram atingidas. Com tantas pedras de gelo, os campos e a BR 373 em Candói, ficaram como se tivesse nevado. O gelo ficou acumulado por horas.

Fotos: Guilherme Veigas