• Compartilhe no Facebook

Bolo coemorativo foi servido aos convidados. Foto: Evandro Artuzi/Extra FM

Os 25 anos do projeto de reassentamento que deu origem as comunidades de Santa Inês e Nossa Senhora de Fátima, em Chopinzinho, foi comemorado pela comunidade local neste domingo (23). Na ocasião, aconteceu no Ginásio de Esportes de Santa Inês uma grande festa de confraternização, que contou com a presença de milhares de convidados e autoridades politicas que auxiliaram quando da chagada das mais de setenta famílias no município, bem como aquelas que estão dando suporte atualmente para a manutenção das duas comunidades.

  • Compartilhe no Facebook

Durante a festa, foi apresentada uma placa com o nome de todos os reassentados. Foto: Evandro Artuzi/Extra FM

Santa Inês e Nossa Senhora de Fátima se originaram a partir da Fazenda dos Gaúchos adquirida pela Eletrosul no inicio dos anos 90 para assentar as famílias que tiveram as propriedades atingidas com a construção da Hidrelétrica de Itá. O prefeito de Chopinzinho na época era Enio Valdir Ceni. Ele participou da festa e fez questão de lembrar como foi a acolhida das famílias e o apoio dado pelo Poder Público para disponibilizar infraestrutura.

Segundo ele, houve resistências por parte de algumas pessoas da cidade. “Muitos ficaram descontentes por que a prefeitura estava ajudando as famílias com a abertura de estradas e outros benefícios, porém com o passar do tempo todos entenderam a importância do projeto para o município. A vinda dessas mais de 70 famílias foi benéfica para nossa economia, pois terrenos que produziam 80 sacas de milho se tornaram grandes produtores de outros grãos como feijão, soja e trigo, além da produção de leite, suínos e frangos. A abertura das estradas com cascalhamento teve apoio total da Eletrosul, que custou os gastos do município com sobra de recursos. Depois ainda veio a nuclearização do ensino e a construção do Ginásio de Esportes, obras apoiadas pelo então governador do Estado, Roberto Requião”, frisou.

A deputada estadual Luciana Rafagnin (PT) também fez questão de prestigiar o evento. Para ela, o projeto de Chopinzinho é a prova da importância que a agricultura familiar tem no desenvolvimento dos municípios. A parlamentar elogiou as famílias por sua organização e conquistas e, ao mesmo tempo, lembrou-se de tantas outras que foram retiradas de suas propriedades para construção usinas e jamais foram indenizadas devidamente. “Todos esses agricultores nos mostram que realmente vale a pena organização, aqui estão produzindo, tão contribuindo com a economia de Chopinzinho, da nossa região e do Paraná. É importante esse momento, mas não podemos esquecer-nos de muitas famílias que saíram de seus locais e até hoje não foram indenizadas ou reassentadas como merecem, por isso precisamos ser solidários a elas”, disse.

O prefeito de Chopinzinho, Álvaro Scolaro, destacou a importância do reassentamento para o município e o apoio dado pelas administrações ao longo desses 25 anos. “Essas duas comunidades, Nossa Senhora de Fátima e Santa Inês, exercem um papel fundamental na nossa sociedade, seja no contexto cultural, social e também econômico, por aqui são produzidos inúmeros produtos de origem vegetal, leite e carne, temos uma gratidão muito grande por esses trabalhadores que conquistaram e transformaram essa região. Nós como poder público temos que oferecer infraestrutura mínima para que possam exercer suas atividades, saúde e educação de qualidade para que continuem colaborando com o crescimento de Chopinzinho”, frisou.

Ari Longo aproveitou a festa para relembrar os momentos de dificuldades enfrentados quando da chegada a Chopinzinho para conhecer a área onde ele e as demais famílias seriam assentados. O agricultor se emocionou ao citar como era o dia a dia dele e dos colegas na preparação dos terrenos para, na sequencia, trazer o restante dos familiares, realizando assim o sonho que foi comemorado neste domingo (23). “Nós superamos, conseguimos e hoje estamos comemorando esses 25 anos de reassentamento, tivemos a sorte de pegar um município onde fomos bem recebidos, isso foi muito importante pro nosso crescimento. Hoje me sinto muito feliz e orgulhoso por estar nessa terra, que é produtiva, por isso todo mundo tá feliz aqui”, destacou.

Além do almoço gratuito, as famílias reassentadas ainda ofereceram aos convidados cerca de 90 Kg de bolo para comemorar o sonho realizado de ter uma propriedade para exercer as atividades diárias, gerando renda e oportunidade de crescimento.

Imagens: Evandro Artuzi/Extra FM 

Comunidades de Santa Inês e Nossa Senhora de Fátima, em Chopinzinho, comemoram 25 anos do projeto de reassentamento…#SeLigaNaExtra#JornalismoRegional

Posted by Extra 107 on Sunday, February 23, 2020