Por Ivan Cezar Fochzato

 

Suinocultures de toda a região terão a oportunidade de discutir o cenário da realidade e perspectivas da atividade durante III Simpósio Brasil Sul de Suinocultura que acontece entre os dias 10 e 12 de agosto, em Chapecó, Santa Catarina.

 

Os fatores que limitam o crescimento do consumo da carne suína no Brasil e as tendências do mercado internacional influenciar as exportações brasileiras de carne suína são algumas das perguntas que serão respondidas especialista, Dilvo Casagranda, que vai abordar a influência de questões culturais, socioeconômicas e comerciais no consumo interno e nas exportações de carne suína.

 

Ainda pretende discutir os desafios e oportunidades para uma maior participação do Brasil no mercado mundial de carne suína, incluindo perspectivas de exportação para a Europa, os Estados Unidos, a China, a Coréia e o Japão
O Simpósio Brasil Sul de Suinocultura se consolida como o mais importante congresso técnico do setor.

Para este ano, a expectativa é de recorde de público, que deve devem chegar a 1.500 participantes, entre médicos veterinários, zootecnistas, pesquisadores, produtores, consultores, profissionais da agroindústria, além das mais importantes empresas do setor.